Biblioteca

Categorias

O uso da rede pública no abastecimento de sistema de sprinklers em edificações históricas

Trabalho vencedor do 7º Prêmio Sprinkler Brasil.
Domingos Sávio Almonfrey e Daniel Alves Zandonadi

Fazer download pdf

Acesse sua conta ou faça o cadastro para ter acesso ao material.

Descrição

No trabalho “O uso da rede pública no abastecimento de sistemas de sprinklers em edificações históricas: um estudo na cidade de Salvador”, analisamos a viabilidade da instalação de chuveiros automáticos (sprinklers – SPK) ligados diretamente à rede pública de abastecimento de água. Edificações históricas do tipo museu estão sendo perdidas no Brasil nas últimas décadas – perdas oriundas de grandes incêndios. O Museu Nacional do Rio, o Museu de Língua Portuguesa e o Memorial da América Latina são alguns exemplos recentes desses desastres. Fomentar a segurança
contra incêndio nesses locais poderia ser uma solução de curto prazo para se evitar que novas tragédias venham a ocorrer. Desse modo, a comunidade acadêmica juntamente com o Estado, via Corpos de Bombeiros Militares Estaduais, buscam saídas para evitar novas catástrofes. O sistema de chuveiros automáticos é uma medida de segurança contra incêndio consolidada em todo o mundo e que apresenta alta eficácia no controle e combate aos princípios de incêndios. Assim, neste estudo visamos discutir a implantação do sistema de chuveiros automáticos em edificações históricas do tipo museu, nos moldes das normativas norte-americanas, em que o abastecimento de água para o referido sistema seja realizado diretamente da rede pública sem necessitar, portanto, da instalação de um reservatório exclusivo de água. A viabilidade aqui sugerida é concretizada mediante a projeção do sistema de chuveiros automáticos em três museus localizados na cidade de Salvador (BA) e, também, pelos dados adquiridos em levantamento pela Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa), agência responsável pelo abastecimento público de água da cidade em questão. Um comparativo das pressões e vazões disponíveis pela rede pública de abastecimento e as pressões e vazões requeridas pelo sistema de chuveiros automáticos para os três Museus é efetuado a fim de se analisar a viabilidade hidráulica em se implantar o sistema ora aqui sugerido. A deficiência do parâmetro pressão na rede pública poderá ser suprida por um recalque privado, já quanto ao parâmetro vazão, quando abaixo do valor exigido, tornará a rede indisponível para a interligação a uma possível instalação do sistema de SPK. Dessa monta, a avaliação destes resultados ocorreu por intermédio de cálculo hidráulico das redes dos chuveiros automáticos, cálculo de vazão na rede pública, comparativo de demandas ofertadas pela rede pública e demanda requerida pelos sistemas de chuveiros automáticos. Os resultados mostraram que a rede pública atende à demanda de vazão nos três museus e que, para os casos estudados, a pressão é insuficiente para suprir a demanda do sistema de sprinklers, necessitando, dessa maneira, um recalque privado.

Palavras-chave: Chuveiros automáticos. Rede pública. Museu. Edificações históricas. Incêndio.